Ideias para abrir um negócio: 5 dicas de ouro

É um fato que para empreender não existe fórmula do sucesso, nem ao menos um roteiro que devemos seguir para que aquela ideia saia do papel para a realidade. Mas, não devemos desconsiderar alguns fatores determinantes para esse pontapé inicial deixe de ser apenas uma ideia para abrir o negócio, longe de mim tratar o empreendimento como uma ciência exata (caso fosse, jamais me ousaria sonhar com o mesmo).

Entrando no mundo dos loucos

Ouso dizer que existe uma unanimidade em quem empreende, é preciso ser louco! -Permita-se pensar junto comigo-. O cidadão (empreendedor em potencial) está em algum lugar qualquer, – casa, trabalho, na praia, etc- e começa a sonhar com uma coisa que muitas vezes ainda é abstrata, e seus olhos começam a brilhar com a possibilidade. Existem alguns clichês nesse ramo que são tão verdades que até incomoda quem busca um algo a mais. “Pense fora da caixa”, “Empreender é errar”, entre outros vários. Agora responda comigo, um cidadão que sai da sua “zona de conforto” para entrar nesse mundo é louco ou não tem juízo?

Pensando nisso, listamos fatores para que sua ideia engavetada há tempos saia do papel.

1- “Uma ideia dentro da cabeça não tem valor”

A primeira dica é extraído de mais um bordão, porém, algo que precisamos não só aprender como executar mudar, nossa cultura de pensamento. E por mais que ela seja a ideia revolucionária do século e seja avaliada em milhões, DENTRO DA SUA CABEÇA NÃO VALE NADA!!!

2- Ninguém trabalha sozinho

Todos os grandes nomes nunca construíram seus impérios sozinhos, por mais que na maioria das vezes as grandes marcas sejam ligadas apenas a uma grande figura, sempre há outros ao lado, dividindo todo o trabalho duro e segurando as pontas nos momentos mais turbulentos, mas claro, nem todos possuem a personalidade de pessoa pública.

3- O fator X do seu projeto pode estar ao seu lado

Ainda existe um pensamento muito retrógrado inserido no inconsciente da maioria de nós. O de não compartilhar as ideias achando que os outros irão roubá-las. Sinceramente, no mínimo dos mínimos, deveríamos diminuir a intensidade disso. Esqueçamos a história do Zuckerberg e de sua rede social, são casos isolados, e muitas vezes os seus sócios ou até mesmo o principal investidor do seu projeto está tomando café ao seu lado, mas é impossível isso acontecer enquanto esse pensamento estiver o impedindo de compartilhar sua ideia.

4- Faça. Faça logo. Faça hoje. FAÇA AGORA!

Em pleno século 21 é muito pouco provável que alguém reinvente a roda, por isso, “Just do It” (Simplesmente faça).
Sim, o slogan da Nike ilustra muito bem a mensagem aqui. Imagina ver aquela ideia que você guarda com tanto apreço em suas anotações sendo realizada por algum estranho aleatório no mundo (ou até mesmo por uma grande empresa), tudo isso, porquê você postergou por tanto tempo algo que simplesmente deveria ter feito.

5- Network nunca é demais

Esse último item vem com grifo do autor, não por acaso. As circunstâncias e dificuldades da vida por muitas vezes nos fazem querer desistir, porém, não adianta correr, fugir, ou se esconder, pois em quem pulsa o desejo de empreender sempre será guiado pelo seu subconsciente para esse caminho.
Seja vendo um filme, lendo um livro, ou em um bate-papo despretensioso, um mero detalhe em algum momento reacenderá essa chama que nunca realmente se apagou e nesse momento, a proporção de pessoas que você agregou durante sua caminhada é determinante para que tudo aconteça.

Empreendendo da noite pro dia?

Longe de mim vir aqui dizer que esse passo a passo executar é algo simples e feito do dia para noite (bem, em alguns casos pode ser que sim), mas na maioria deles não é.
Até porque é um processo de reeducação de nós mesmos, e, no caso de alguns, é necessário até mesmo uma pequena epifania, mas é crucial nos conscientizarmos que é preciso, e buscá-la cada um a seu tempo, de acordo com sua trajetória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *